13/01/2009


BBB9 comea com Lua trgono Pluto

Mexer com as emoções coletivas, provocar e cutucar condicionamentos coletivos e conseguir atrair a atenção de amplas parcelas da população: eis o recado do inicio do BBB9. A Lua em Virgem ascende, atraindo mais popularidade, especialmente porque promete mexer com o lado emocional das pessoas. A própria Lua já é simbolo do que se manifesta: a curiosidade sobre uma privacidade, ainda que arranjada e manipulada por meios midiáticos. E qual é a vocação deste BBB9? O signo de Gêmeos estará culminando no céu do Brasil na hora da abertura, o que quer dizer atiçar a curiosidade geral, provocando falatorio, virar notícia.  Tres astros na casa astral da competição anunciam estratégias em ação e Venus e Urano posicionados na casa 7 astral indicam aproximações e muito romantismo, alianças improvavéis, imprevisíveis, tudo para mexer ainda mais com a cabeça dos brasileiros. Mas Mercúrio, o planeta das conversas, da comunicação (algo bem explorado pelas câmeras na casa do BBB9) estará retrógrado até 2/2. O que quer dizer que muita coisa vai ser alterada, das que foram decididas nos bastidores. Haverá mudanças, e um padrão antigo, já testado, pode se tornar a opção mais segura em menos de um mes. Não vi o mapa astral de nenhum dos participantes. Mas dá pra ver por este mapa de inauguração, que aquarianos, capricornianos, piscianos, sagitarianos, virginianos e geminianos terão mais chance de ganhar a parada final.

E aproveitando o post, mas ainda no campo da dramaturgia, segue a dica do colega Eduardo Loureiro Jr, que  toca a sua Oficina Permanente de Astrodramaturgia, um projeto que tem carater educacional para amantes do tema do simbolismo e demais simpatizantes. Fica o email do Eduardo, para maiores informações: edoardo@patio.com.br

até! 

08/01/2009


Conflito em Gaza

Reza a antiga tradição astrológica ocidental que o melhor momento para empreender ataques militares, iniciar guerras ou incursões efetivas e rápidas em território inimigo é quando Marte, o planeta das batalhas, encontra-se em posição astrológica privilegiada. Depois de muitos meses Marte, exatamente no dia 27/1, começou seu transito por Capricórnio, signo de sua exaltação, portanto de maior força. Poderiamos pensar que por trás das mentes estratégicas de Israel havia a contribuição de um astrólogo? Coincidencia ou não, o fato é que o conflito iniciou pendendo a favor da vitória de Israel. No entanto, a grita mundial contra o bombardeio de escolas, assassinato de civis etc acabou tornando a iniciativa israelense ainda mais impopular junto á comunidade internacional. Tambem de acordo com a tradição astrólogica, Mercúrio retrógrado até 2/2 atrapalha acordos e entendimento de verdade entre as partes, em que pese o esforço de vários países na direção de acordos honrosos. Teremos - apesar de Mercúrio - uma chance para a paz entre os dias 19 e 25/1, quando o Sol se aproxima de Júpiter, marcando o momento ideal para que um tratado sele a paz e acabe com mais morticínios na região.

17/10/2008


2o Turno eleies em SP

Pra inaugurar este blog escolhi o espinhoso assunto das eleições paulistanas de 2º turno.

E por mais que os institutos de pesquisa divulguem seus resultados, é sempre uma ótima oportunidade de checar se a astrologia funciona mesmo ou não em assuntos desse porte.

 

Podem-se empregar dois meios para conferir as chances dos candidatos. O primeiro meio é apostar numa técnica antiga denominada de ‘Sitiamento do Castelo’, na verdade uma técnica de astrologia de guerra sistematizada no século 13 pelo astrólogo italiano Guido Bonatti. (Nos anos 90 do século passado, as astrólogas Bernadette Brady e Lee Lehman a empregaram em pesquisas esportivas.) Mas essa técnica não pode ser aplicada a torto e a direito. Só vale quando alguém que detem um troféu está numa batalha para garantir sua posse. Já a usei em Copas do Mundo, com sucesso, e também em eleições passadas, e ela se mostrou igualmente valida.

 

No caso paulistano, a técnica do Sitiamento do Castelo pode ser empregada porque Gilberto Kassab já ocupava o cargo de prefeito, portanto está no certame para manter o troféu (o cargo de prefeito da cidade) ou perde-lo para a candidata Marta Suplicy.

 

Temos de calcular o mapa astral do momento em que a eleição tem inicio, ou seja: 26/10/2008 as 08h00 da manhã, SP, capital. E o que obtemos? O Ascendente em Sagitário representa o atacante, ou seja: Marta Suplicy. O curioso é que Gilberto Kassab também é representado por Júpiter, já que a casa 4 do mapa está em Peixes, signo regido por Júpiter também e que representa o castelo, ou seja, a própria prefeitura paulistana. O que significa isso? Bem, em primeiro lugar, sendo ambos signos duplos e mutáveis, já anuncia algo que acontece duas vezes, repetição sobre repetição (é o segundo turno da mesma eleição), situações que apontam para novos desenvolvimentos: o céu está dizendo que nenhum dos dois candidatos dá garantia de permanecer no mesmo posto. Ambos são representados por Júpiter, o planeta dos prestigiosos, influentes e poderosos, num signo de sua queda, Capricórnio, mostrando que nenhum dos dois tem lá muitos apoios ou amigos e que em breve ambos viverão situações em que perderão alianças e mudarão de comportamento, interesse ou atitude. Mais: Júpiter está se aproximando de um trigono com Saturno, o planeta do conservadorismo e da burocracia, posicionado na casa 10 (que representa o rei); isso  aponta para um final comum: qualquer dos ganhadores estará nas mãos do rei, já que Saturno rege Capricórnio, o signo ocupado por Júpiter. Há outra informação importante com relação a Júpiter: o lugar zodiacal em que ele está é a exaltação de Marte. E quem é Marte nesse mapa? Ele rege a casa astral dos executivos, das armas – alem de ser o próprio planeta da guerra. Marte é dos poucos planetas desse mapa realmente forte, porque ocupa seu domicilio (está em Escorpião) e está mais elevado do que Júpiter. Marte simboliza o poder executivo, a soberania dos exércitos e armas da prefeitura, ou seja: todo o arsenal de recursos, materiais e humanos, insumos e demais provisões que a prefeitura de S Paulo dispõe para quem abocanhar o posto. Mas Urano posicionado na casa 4 fala de um exercito que pode se comportar de modo inesperado; o exercito em questão são as bases militantes favoráveis a G Kassab.  E de onde vem o inesperado? De Marte, que ataca pela casa 12, como se um apoiador do atual prefeito estivesse “nas mãos do inimigo” ou seja, das hostes martistas. Em outras palavras esse mapa está dizendo que o atual prefeito conta com apoios que lhe faltarão na hora agá. Pulando os detalhes técnicos do mapa, temos ai uma situação frágil para G Kassab. O que a técnica diz mais é que ambos serão levados a conflitos com o governo federal por conta desses tais apoios de ultima hora que irão para Marta. Mesmo que num primeiro momento estejam caminhando em sua direção, muito em função do fato de dependerem dele (Saturno) completamente.

 

Para finalizar, a Lua corre rápida em Libra, um signo de diplomacia, de fino trato e muitos sorrisos, aplicando num trigono a Vênus, que é o signo das mulheres. Vênus é também uma mulher subordinada ao prefeito, pois rege a casa 6 do mapa: Alda Marco Antonio, a libriana do PMDB que atrairá muitos votos a Gilberto Kassab. Do ponto de vista de Marta Suplicy, Vênus poderia ser ela mesma, não fora a posição que ocupa neste mapa. Para ela, Vênus será uma mulher que a abandona, que lhe trai. Pode ser tanto uma pessoa, quanto representar as mulheres realmente, ou seja, o voto feminino. Para resumir, o mapa do céu analisado pela técnica do sitiamento do castelo inclina mais para a vitoria do prefeito, que alias mira algo maior, que pode ser o governo do estado, mas isso também (como foi explicado acima) pode ser aplicado a Marta Suplicy.

 

O outro jeito de verificar as chances dos candidatos é a analise dos seus respectivos mapas astrológicos de nascimento. Nesse dia, Mercúrio das palavras está em posição tensa em relação a Mercúrio e a Marte (este progredido) do mapa astral de Marta Suplicy, indicando atropelos na comunicação que podem resultar em perdas para ela. A Lua, que é a população, caminha para uma oposição a Marte, o planeta que rege seu ascendente e a Júpiter, que culmina no meio-ceu: apesar do prestigio, ataques e agressividade diminuem seus votos, ainda que seus apoios sejam fortes e sustentadores (é o Sol, que da casa 7 envia um trigono a Saturno). Difícil... não impossível, mas difícil. Já o mapa astral de G Kassab traz a Lua em conjunção ao seu Sol progredido, um sinal de elevação, e depois ela se aplica a Marte, que rege seu meio-ceu, mais um sinal de elevação. O Sol em conjunção a Vênus fala de seu poder de encantar as massas. Com o céu de 26/10, se estivesse apostando em um dos dois mapas, diria que o 2º (o do prefeito G Kassab) tem mais condições de chegar ao pódio.

 

Que os deuses protejam vencedores e perdedores, e que a cidade e a população ganhe muito com quem vencer essa parada!

 até!

 

 

 

Perfil

Barbara Abramo
Barbara Abramo, paulistana de 1954, astrloga desde 1980; escreve o horscopo dirio da Folha de S. Paulo, o horscopo mensal e a analise de conjuntura astral do UOL, e mantem o site de astrologia Urania na Folha on Line (os trs desde 2000). Desde 2008 colaboradora do site de relacionmento Metade Ideal. Publicou dois ensaios sobre astrologia politica, tema de pesquisa constante.